Com reforço de 20% no número de policiais militares e bombeiros em relação à temporada anterior, além de mais médicos e aumento de 40% no total de trabalhadores de limpeza pública, começou oficialmente nesta quinta-feira (20) a Operação Verão Paraná 2012-2013. A operação foi aberta pelo governador Beto Richa, em cerimônia na praia de Caiobá, em Matinhos.

São esperadas para a temporada 2 milhões de pessoas, entre moradores e veranistas, nos sete municípios do Litoral e nas 38 cidades da Costa Oeste paranaense. “Ampliamos os serviços do governo nos municípios para bem receber os veranistas, mas não esquecemos o respeito às pessoas que aqui vivem”, afirmou Richa. O governador destacou que o trabalho integrado entre os diversos órgãos públicos estaduais e as prefeituras vai permitir uma ação efetiva para atender os frequentadores dos balneários.

A Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros têm efetivo 20% maior que na operação passada. São 2 mil policiais e 900 bombeiros. A Polícia Civil também ampliou o efetivo nas delegacias para 234 agentes, para auxiliar na guarda de presos e nas investigações, principalmente do tráfico de drogas, e coibir o porte de armas.

De acordo com o secretário estadual da Segurança Pública, Cid Vasques, a Operação Verão irá combater crimes como tráfico de drogas, homicídios e roubos e abusos no volume de som e no consumo de bebidas alcoólicas. “O importante é a população sentir a presença da segurança pública no Litoral. O trabalho policial garantirá paz e tranquilidade aos moradores e veranistas”, disse o secretário.

Para o trabalho de salvamento e resgate, haverá guarda-vidas em 100 pontos ao longo da orla paranaense e em 50 pontos no interior do Estado, além de 64 embarcações em praia e 166 viaturas motorizadas. O trabalho vai contar ainda com apoio de nove viaturas para áreas sem postos de guarda-vidas, 24 horas por dia. A corporação distribuirá materiais de prevenção contra afogamentos e pulseiras para identificação infantil.

SAÚDE – Foi ampliado também o número de médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem nas unidades de saúde do Litoral. Serão cerca de 2 mil plantões médicos, 900 de enfermagem e 2 mil de técnicos de enfermagem nos diferentes postos de atendimento, o que totaliza mais de 4 mil plantões e 70 mil horas de trabalho em hospitais, postos de saúde e no Centro de Recuperação de Afogados, instalado no Hospital Nossa Senhora de Navegantes, em Matinhos. O governo também destinou sete ambulâncias do Samu, que após o término da Operação Verão permanecerão nos municípios para atendimento no Litoral.

A Secretaria da Saúde vai oferecer testes rápidos para identificar a presença de vírus como os da AIDS e hepatites, além de doenças como a sífilis. As equipes de saúde também distribuirão material educativo. Desde outubro, a Vigilância Sanitária está treinando donos de bares, restaurantes, lanchonetes, hotéis, pousadas, mercados de peixe e vendedores ambulantes para se adequar à legislação sanitária.

LIMPEZA – O governo também reforçou as equipes de limpeza ambiental de praias e de terrenos baldios e dragagem de canais. Serão 977 trabalhadores – 309 (ou 40%) a mais que na temporada passada. As equipes são compostas de coletores, varredores, roçadores, motoristas e operadores de máquinas.

Também dobrou o número de lixeiras instaladas na orla, de 600 para 1.200, e aumentou a quantidade de veículos usados no serviço, de 368 para 444. São mais caminhões compactadores, escavadeiras hidráulicas, caminhões-baú, tratores de esteiras, caminhões-caçambas, pás-carregadeiras, caminhões poliguindastes, ônibus para transporte de funcionários, veículos leves de apoio, caçambas estacionárias e motoroçadeiras.

TRANQUILIDADE – O monitoramento da balneabilidade das águas será feito semanalmente. O primeiro relatório será divulgado nesta sexta-feira (21). Junto com as tradicionais barracas e bandeiras que sinalizam a qualidade de água, serão instalados 10 totens que indicaram se a área está própria para banho. Os equipamentos também divulgarão serviços disponíveis no litoral. Nesta temporada também será realizada, pela primeira vez. a medição e divulgação da qualidade da areia. O resultado será divulgado mensalmente.

Veranistas e moradores terão à disposição as Bibliopraias, que consistem em módulos montados na areia para empréstimos e leitura de livros até 17 de fevereiro. As unidades de Caiobá (Praia Brava), Guaratuba e Pontal do Paraná / Ipanema já estão em funcionamento. As de Caiobá (Praia Mansa) e Paranaguá estarão disponíveis a partir de 15 de janeiro.

Cada Bibliopraia conta com um acervo de 1,2 mil títulos de todos os gêneros literários, selecionados pela equipe da Biblioteca Pública do Paraná (BPP). O empréstimo do livro é feito de forma simples, basta o leitor fornecer nome e telefone. A devolução pode ser feita em qualquer dos Bibliopraias ou na BPP após o verão. O horário de atendimento é das 10h às 21h.

Com investimentos realizados durante o ano, a Sanepar vai assegurar a qualidade dos serviços de saneamento básico e abastecimento de água. Como na temporada passada, a Copel vai instalar pontos de acesso gratuito à internet com conexão sem fio. A companhia também vai promover campanhas do uso eficiente da energia elétrica, além de ampliar as equipes e o horário do atendimento.

CERIMÔNIA – O prefeito de Matinhos, Eduardo Dalmora, disse em nome dos outros prefeitos do litoral que a união de esforços entre Estado e municípios contribui para a melhoria da qualidade de vida em todo o Estado.

Participaram da cerimônia o secretário de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Jonel Iurk; o secretário de Estado da Cultura, Paulino Viapiana; o secretário de Estado da Saúde, Michele Caputo Neto; o presidente do Instituto Ambiental do Paraná, Tarcísio Mossato; o presidente da Copel, Lindolfo Zimmer; o comandante geral da Polícia Militar do Paraná, coronel Roberson Bondaruk; o delegado-geral da Polícia Civil, Marcos Vinícius Michelotto; os deputados estaduais Leonaldo Paranhos e Mauro Moraes; a prefeita de Guaratuba, Ivani Justus; o vice-prefeito de Paranaguá, Fabiano Elias. Também esteve na cerimônia o presidente do Creci-PR, Admar Pucci Junior.

Fonte: AEN.

Atenção: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Ilha do Mel.