Moradores e turistas da Ilha do Mel serão beneficiados com esgoto tratado

Mais saúde para um dos pontos turísticos mais visitados do mundo.

As fossas utilizadas na maioria das pousadas e residências que costumavam extravasar em períodos de grande fluxo turístico da Ilha do Mel, causando transtorno e mau-cheiro, estão com os dias contados.

Quando o sistema de tratamento de esgoto estiver implantado, este problema não constará da lista de reclamações dos moradores e turistas de um dos pontos turísticos mais visitados do mundo. A Ilha do Mel também é o segundo ponto turístico mais visitado do Paraná, o que, aliás, ajudou a tornar Paranaguá um dos 65 municípios indutores do Brasil.

A notícia do tratamento de esgoto foi comemorada pelos moradores que, há anos, pedem os serviços para a região. “É um passo muito importante para o desenvolvimento da Ilha”, disse Vanusa Silva, administradora regional da Ilha do Mel. “Ficamos muito satisfeitos com o projeto apresentado porque usa um sistema de última geração”, completou a administradora.

Foi ela que formulou o convite aos diretores e engenheiros da CAB Águas de Paranaguá para que fizessem a apresentação do projeto para lideranças da Ilha do Mel, tanto das Encantadas como de Nova Brasília. As reuniões aconteceram na semana passada. 

O presidente da Fundação de Turismo, Rafael Guttierres Júnior, também participou do encontrou e lembrou que o investimento no tratamento de esgoto reforça a política de trabalho do prefeito de Paranaguá, Edison Kersten. “O prefeito Edison defende um trabalho de saúde forte para todos os bairros e comunidades, inclusive as mais distantes como as comunidades marítimas, e sabemos que os recursos investidos no saneamento básico reduzem a incidência de doenças e, consequentemente, temos uma população mais saudável”, comentou.

O sistema implantado será composto por redes separadoras, elevatórias e uma estação de tratamento, totalmente adequada à condição ambiental da Ilha. “A estrutura não ocupará uma área muito extensa e provavelmente será enterrada no solo”, explicou Alexandre Biagi Sleiman, responsável pelas obras que devem ser iniciadas em meados de 2014.


Jornalista: Luciane Chiarelli com informações da CAB Águas de Paranaguá 

Atenção: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Ilha do Mel.