limpeza das praias

O Instituto das Águas do Paraná, do Governo do Estado, começa segunda-feira (23/12/2013) serviços de limpeza e recolhimento de lixo no Litoral, que vão beneficiar os mais de 10 milhões de veranistas que devem passar a temporada nas praias e cidades litorâneas. O volume de lixo é triplicado no verão e atinge picos superiores a 200 toneladas nos períodos de Ano Novo e Carnaval.

A Operação Verão do Governo do Paraná será lançada oficialmente nesta sexta-feira (20), pelo governador Beto Richa, na Praça Central do Balneário de Ipanema, em Pontal do Paraná. Até 6 de março, serão feitos coleta de lixo, transporte e destinação final de resíduos sólidos, varreção de ruas e limpeza de praias e trilhas.

“As ações do governo no Litoral são fundamentais para que os veranistas valorizem os balneários paranaenses. Iremos realizar os serviços de qualidade para dar conforto, atrair ainda mais pessoas e, com isso, alavancar o turismo das praias do Paraná”, diz o presidente do Instituto das Águas do Paraná, Márcio Nunes.

Na temporada do ano passado foram retiradas 6 mil toneladas de lixo de Guaratuba e 14 mil toneladas de Pontal do Paraná e Matinhos. Também foram varridos cerca de 60 quilômetros de praia por dia. Em 90 dias foram retirados da Ilha do Mel, cerca de 500 toneladas de lixo.

ATENDIMENTO – As ações serão desenvolvidos em Guaratuba, Matinhos e Pontal do Paraná, Antonina, Morretes, Guaraqueçaba, Paranaguá e Ilha do Mel. Irão trabalhar 550 pessoas, com 31 caminhões compactadores para a coleta convencional, seis caminhões baú para coleta do material reciclável e 14 caminhões caçambas.

Ao longo da orla marítima serão instaladas 1.200 lixeiras com dois sacos plásticos, um preto para lixo orgânico e outro azul, para o reciclável. “Os veranistas não devem depositar o lixo em pacotes de papel, que podem se desmanchar e espalhar os resíduos. O lixo não pode ficar no chão, pois em caso de chuvas fortes, o material orgânico é carregado para os canais de drenagem pluvial e parar no mar e nas praia”, orienta Márcio Nunes.

Atenção especial será dada à Ilha do Mel (Paranaguá) e às ilhas Rasa, das Peças e Superagui (Guaraqueçaba), com ações de limpeza de praias e varreção de trilhas e a retirada de resíduos do mar.

GUARATUBA — O Instituto das Águas do Paraná concluiu recentemente o Lote 2 do Aterro Sanitário de Guaratuba, que vai receber os resíduos do município nos próximos dez anos. Ao longo do ano, o aterro recebe em média 25 toneladas de resíduos por dia, transportadas pelos três caminhões do município.

Apenas em Guaratuba, para atender a gestão de resíduos na Operação Verão, serão empregados nove caminhões compactadores, dois caminhões baú e cerca de 150 pessoas.

PRAIAS – A Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar), do Governo do Estado, e o Instituto das Águas, vão garantir a limpeza das praias. Serão 63 quilômetros de orla em Pontal do Paraná, Matinhos e Guaratuba, equivalente a 1,5 milhão de metros quadrados de areia.

Durante o dia, equipes farão o trabalho com carrinhos de mão e oito veículos de carga (dumper), que podem transportar até duas toneladas de resíduos. À noite, serão usadas seis saneadoras de areia, equipamentos que peneiram areias secas, retirando resíduos pequenos, como cacos de vidro, pregos, objetos cortantes, bitucas de cigarro e tampinhas de garrafa.

As saneadoras também eliminam bactérias, fungos e parasitas, o que contribui para a redução dos casos de diarreias, doenças de pele e viroses entre os veranistas. Todos os equipamentos terão giroflex, garantindo mais visibilidade e segurança.

O trabalho exigirá a contratação de 160 pessoas no Litoral. As atividades garantirão também cerca de 300 contratações indiretas. Haverá bases de apoio ao trabalho em tendas localizadas em Caiobá e Flamingo (Matinhos), Guaratuba, Ipanema e Shangri-lá (Pontal do Paraná). Todo o lixo coletado será direcionado para os aterros sanitários da região.

EDUCAÇÃO PARA RECICLAGEM

O Instituto das Águas do Paraná, em parceria com a Sanepar e prefeituras, desenvolverão ações para estimular separação e coleta de materiais recicláveis. O objetivo é aumentar a vida útil dos aterros sanitários e dar opção de renda para as cinco associações de catadores de recicláveis instaladas em Guaratuba, Matinhos e Pontal do Paraná.

No ano passado, cerca de 2 mil toneladas de lixo deixaram de ir para aterros sanitários. “Além de atuar na capacitação de catadores de material reciclável em parceria com a Sanepar, vamos desenvolver ações educativas para envolver o comércio, condomínios e as colônias de férias no projeto”, explica Márcio Nunes.

Um grupo de 60 monitores vai trabalhar na conscientização da importância de separar o lixo reciclável em condomínios, hotéis, colônias de férias, nas travessias e outros locais do litoral. Eles irão orientar a população a colocar o lixo para fora das residências entre 18h e 8horas.

PRANCHA PET – Durante quatro fins de semana os surfistas recordistas Serginho Laus, maior especialista em surf em pororocas, e Jairo Lumertz, criador do projeto Prancha Ecológica, ensinam crianças, jovens e adultos a confeccionar as próprias pranchas com garrafas pets. As oficinas acontecem em janeiro e fevereiro.

As oficinas começam com palestras socioambientais e orientações da confecção das pranchas. Na terceira fase, os participantes colocam entram na água. O projeto Prancha Ecológica estará, de 10 a 12 de janeiro, em Guaratuba, na Praia do Morro do Cristo; e entre 17 e 19, em Caiobá, na Praia Mansa. Nos dias 24, 25 e 26 de janeiro, Laus e Lumertz ensinam em Pontal do Sul, na Praia da Galheta e, em 30 e 31, na Praia de Encantadas, Ilha do Mel. Nos dias 1 e 2 de fevereiro, a dupla vai colocar o projeto em Brasília, na Ilha do Mel.

PEÇAS TEATRAIS – O grupo Espaço Sou Arte, de Campo Mourão, se apresenta nos meses de janeiro, fevereiro e março, no litoral paranaense com duas peças itinerante ensinando os veranistas, Educação Ambiental, reciclagem e coleta de lixo.

Atenção: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Ilha do Mel.