A Operação Carnaval da Polícia Militar no litoral do Estado abordou 4.610 pessoas, desde as 18h de sexta-feira (8). Dessas 141 foram detidas suspeitas de crime e 13 adolescentes foram apreendidos. As atividades terminam à meia-noite desta quarta-feira (13) e balanço completo deve ser divulgado nesta quinta-feira (14).

A operação reuniu diversas unidades da PM no combate à criminalidade. “Este foi um dos carnavais mais tranquilos do litoral e, com certeza, se deve ao policiamento bem planejado e bem aplicado e às mudanças de hábito da população”, avalia o comandante-geral da PM, coronel Roberson Luiz Bondaruk.

Mais de um milhão de pessoas passaram o Carnaval no litoral e praticamente a metade aproveitou as festas com os trios elétricos, nas proximidades da orla ou em locais públicos de aglomeração de pessoas. “Apesar do grande número de pessoas nas ruas, o número de ocorrências foi baixo no período, se comparado com o mesmo feriado do ano passado”, compara o tenente-coronel Flávio José Correia, comandante do 9.º Batalhão da PM e coordenador operacional da Operação Verão, pela PM no litoral.

VEÍCULOS – A PM abordou 2.245 veículos, 59 foram apreendidos por irregularidades e um, levado por ladrões, foi recuperado. Os policiais militares apreenderam uma arma de fogo, seis munições, 300 gramas de maconha, 173 gramas de cocaína, 23 pedras de crack, cinco comprimidos de ecstasy, além de algumas unidades de outras drogas.

As ações da Polícia Militar resultaram em 42 flagrantes (três deles de adolescentes), 87 termos circunstanciados (a maioria por perturbação do sossego ou da tranquilidade) e na emissão de 339 autos de infração trânsito dentro dos balneários. Também houve 15 apreensões de objetos. “Recolhemos aparelhos de som de pessoas que estavam atrapalhando o sossego das outras. Pelo número de chamados que recebemos sobre perturbação do sossego, observamos que a população está confiando mais na Polícia Militar”, destaca Correia.

Os policiais orientaram os foliões e repreenderam qualquer atitude que pudesse colocar em risco a tranquilidade ou a segurança das pessoas. Foram aplicados policiamento ostensivo a pé e motorizado, além de policiamento com motos, bicicletas, cavalos e com cães. Próximos aos desfiles, trios elétricos e bailes públicos foram feitos policiamento ostensivo e de trânsito.

Também foi intensificado o policiamento de trânsito urbano e rodoviário para prevenção de acidentes e a repressão às infrações de trânsito. “Para isso, fizemos isolamentos e desvios de tráfego nos locais que apresentaram necessidade”, destaca.

Para o reforço das atividades também participam integrantes do Batalhão de Operações Especiais (Bope) e do Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran) com o Cotamotran, do Batalhão de Patrulha Escolar Comunitária (BPEC), do Regimento de Polícia Montada (RPMon), além de integrantes da Academia Policial Militar do Guatupê (APMG). O policiamento foi realizado em todas as cidades do litoral. Também foram feitas fiscalizações com o Poder Judiciário, Ministério Público, Polícia Civil e Federal, Vigilância Sanitária e outras forças de segurança pública.

Fonte: AEN

Atenção: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Ilha do Mel.